Voltar

EXPOSIÇÃO HOMO EROTICO DE RAFAEL DAMBROS

05/03/2017

Homo Erotico apresenta a figura masculina trabalhada com maestria em caneta esferográfica, uma marca constituinte do trabalho do artista. Os corpos desenhados protagonizam o espaço da tela mostrando-se por inteiro ou cortados pelo limite do bastidor, compartilhando sua nudez ou parte dela. Esse uso que faz do corpo é influenciado pelos estudos realizados na sua formação acadêmica em arte e produção audiovisual.

O conjunto desta exposição mantém o caráter pop já enfatizado em produções passadas, porém, trazendo a cor na medida certa, ora como pano de fundo da composição em tinta acrílica, ora como elemento de destaque sobre o desenho. Tem como referenciais de estudo o movimento da Pop Art americana e seus desdobramentos contemporâneos, bem como a produção do artista paulista Alex Flemming, que assim como Dambros, mescla o corpo, o erótico e o pop em composições figurativas contrastantes entre a cor múltipla e a monocromia.

Cabe destacar que, para o artista, o nu masculino erotizado manifesta, de certa forma, um viés social e político sutil, quase que uma provocação velada aos preconceitos homofóbicos ainda recorrentes na sociedade contemporânea.

A partir do pensamento do artista, a curadoria pensou uma exposição que destacasse os elementos visuais da obra do artista com os conceitos velados da mesma, por isso, o título homo erotico que destaca de forma ambígua o erótico da

figura do homem(homo em latim) e ao mesmo tempo a construção etimológica da palavra homossexual. A exposição apresenta 20 telas trabalhadas em caneta esferográfica e tinta acrílica, em diferentes formatos, desde uma imagem de 40 x 20 cm até a maior, de 1,35 x 1,50.

Silvana Boone